Como nasce o Torrão

O torrão é um doce antigo, uma peça da nossa identidade comum. O seu sabor é uma máquina do tempo, que nos faz sentir como os nossos bisavós quando eram crianças, no Natal e recebiam o seu pedaço para mordiscar. Os torrões Flamigni são autênticos e digestíveis: contêm apenas ingredientes naturais de excelência. E são preparados a mão: matérias primas tão nobres merecem ser tratadas com o devido respeito.

Como nasce o Torrão


  1. FASE 1

    Mel, glucose e açúcar semolado na caldeira aquecida

    1° Dia de processamento

    Duração do processo: 5 minutos

    Ao aquecer a máquina de fazer torrões a 96-98°C, coloca-se a mistura de mel e xarope de glucose, preparada 24 horas antes para que adquira a consistência correcta. Logo adiciona-se o açúcar semolado, outro componente fundamental do tecido conector do torr

  2. FASE 2

    Adicionam-se as claras não batidas em neve e posteriormente, em neve

    1° Dia de processamento

    Duração do processo: 1 hora e 50 minutos

    Aumenta-se a velocidade e incorpora-se a gema fresca, de modo que as proteínas desta última se “desenvolvam” e incorporem oxigénio, pouco a pouco, até o ponto máximo de claras em neve. A velocidade de rotação é então reduzida, caso contrário a massa desan

  3. FASE 3

    Cozimento em banho Maria

    1° Dia de processamento

    Duração do processo: 2 hhoras

    Ao abaixar a velocidade, inicia-se o cozimento. Dura muito tempo, porque toda a humidade é eliminada. Procedemos desta maneira com o tempo e com o cozimento (estamos sempre em aproximadamente 98°C). O torrão Supremo cozinha mais rápido que o quebradiço, p

  4. FASE 4

    Preaquecimento das frutas secas anteriormente tostadas

    1° Dia de processamento

    Duração do processo: 5 minutos

    Por um lado, aquecem-se as frutas secas para que possam combinar com a temperatura da pasta; por outro lado perfuma-se a pasta já cozida com os óleos essenciais adequados. As frutas secas são polvilhadas com bicarbonato de sódio para corrigir a acidez; as

  5. FASE 5

    Adicionam-se as frutas secas

    1° Dia de processamento

    Duração do processo: 5 minutos

    Ao atingir a temperatura, as frutas secas são colocadas na massa. Mistura-se tudo manualmente, com uma pá de madeira, até que o conjunto esteja perfeitamente misturado.

  6. FASE 6

    Retirada e posicionamento na mesa de toda a massa cozida

    1° Dia de processamento

    Duração do processo: 5 minutos

    A massa cozida é retirada manualmente com uma longa pá de madeira pelas pessoas que preparam o torrão, que se dedicam a extrair tudo em apenas duas vezes (de 25 kg cada uma). Uma vez na mesa, o torrão é cortado em pedaços e pesado de acordo com as exigênc

  7. FASE 7

    Esticamento manual das folhas de torrão

    1° Dia de processamento

    Duração do processo: da 5 a 10 minutos

    O rolo, diferente de um rolo mecânico, não rasga o torrão. Uma pessoa pode conhecer a natureza do produto, porque o “sente”. O Supremo é aberto na espessura mais fina permitida pelo diâmetro das frutas secas.

  8. FASE 8

    Trituración manual de las capas de turrón

    1° Dia de processamento

    Duração do processo: 5 minutos

    As folhas de torrão são cortadas em pedaços manualmente logo colocadas nas embalagens da cuba.

Ingredientes nobres e Preparação manual

Na Flamigni, o torrão é produzido da mesma maneira que em 1930: a mão. As suas máquinas de fazer torrões de cobre Somarè são utilizadas – e mantidas em condições de perfeito funcionamento – desde os anos cinquenta. Uma vez cozido, o torrão é retirado com longas pás de madeira, apoiado colocado sobre as mesas de mármore e esticado com o rolo.
As amêndoas vêm da Puglia; as avelãs redondas e do tipo de La Langhe; os pistaches uma parte vêm de Bronte, outra parte do Irã e são misturados para atingir um equilíbrio ideal de sabores, o mel é italiano. O chocolate da maior parte das coberturas é fundido extra de altíssima qualidade.
O torrão é o produto símbolo da Flamigni. Graças a ele, a empresa ganhou a atenção dos apaixonados e dos conhecedores. A alta qualidade dos ingredientes, portanto, é uma informação conhecida; menos óbvia são as suas origens.

Porque na Flamigni a inovação está presente, mas apenas quando realmente melhora as coisas.

Solicite nossos catálogos